Redes Domésticas – Wireless

Atualmente, existem três categorias de meios de comunicação em redes domésticas, são as redes com cabeamento estruturado (geralmente usando cabos UTP de par trançado de Cat 5 ou fibras ópticas), redes sem fio (Wireless – atualmente com o padrão 802.11n) e redes sem novos fios (PLC – Power Line Comunication – Comunicação via rede elétrica, atualmente com o padrão Homeplug AV).

Neste artigo falarei um pouco das redes wireless.

Conhecida também como rede sem fio refere-se a uma rede de computadores sem a necessidade do uso de cabos, sejam eles telefônicos, coaxiais ou ópticos, por meio de equipamentos que usam radiofrequência, comunicação via ondas de rádio, ou comunicação via infravermelho.

Existem diferentes tipos de tecnologia sem fio para diferentes tipos de situações, as principais são as WPANs, WLANs, WMANs e WWANs.

  • WPAN, Wireless Personal Area Network, ou rede pessoal sem fio, refere-se a uma pequena rede sem fio com distância curta, geralmente de dez metros, e necessidade de linha de vista, e trabalham com baixas taxas de transferências, servem para interligar equipamentos de comunicação como laptops, palms, celulares, aparelhos de som, computadores e alguns eletrodomesticos. O bluetooth e Infra vermelho são exemplos desta tecnologia.
  • WLAN, Wireless Local Area Network, refere-se a uma rede local comum, porém sem a necessidade de cabos, geralmente utilizada em residências e escritórios para acesso à Internet.
  • WMAN, Wireless Metropolitam Area Network, refere-se à redes metropolitanas, ou seja, redes que ocupam o perímetro de uma cidade.
  • WWAN, Wireless Wide Area Network, ou redes de área alargada, também conhecida como redes de longa distância refere-se a uma rede geograficamente distribuida que abrange uma grande área geográfica.
Esquema de redes wireless, por Edu Trindade

Esquema de redes wireless

As redes Wireless têm como principais vantágens a mobilidade e a facilidade de interligar equipamentos, estando eles há alguns metros ou até quilõmetros de distância, sem a necessidade de uma infra estrutura como postes ou escavação de valas para passagem de cabos.

Uma das principais desvantágens diz respeito à interferências na comunicação, pois são equipamentos que trabalham com ondas eletromagnéticas, e essas ondas são sencíveis à interferências, por isso existem várias normas que regulam, de acordo com o paíz, equipamento e situações os intervalos de frequencia e as potencias para cada categoria por exemplo.

Outra devantágem dessa tecnologia diz respeito à segurança, pois são equipamentos que espalham suas ondas em uma geografia não restrita, possibilitando assim que outros usuários mal intencionados escutem a trasmissão dos dados. Por isso se faz necessários o uso de diversos recursos de criptografias já desenvolvidas, implementadas e homologadas nos equipamentos atuais do mercado.

WLAN

Uma Wlan, ou Wireless Local Network, refere-se a uma rede local sem fio. Em uma configuração típica, um transmissor com uma antena, chamado de ponto de acesso sem fio, se conecta a uma LAN, local área network, com fio ou parabólicas de satélite, que oferece conexão com a Internet. Um ponto de acesso sem fio oferece serviço a uma serie de usuários dentro de um perímetro geográfico pequeno, conhecido como Hotspot.

Esquema de rede doméstica sem fio, por Edu Trindade

Esquema de uma WLAN

 

 

Esta entrada foi publicada em Artigos, Redes, Redes Sem Fio e marcada com a tag , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>